Enfeite natal
Quinta-feira, 12 de Dezembro de 2019

Notícia

Sefaz detalha Programa de Regularização Fiscal 2019

19 de Novembro de 2019 | 12:22

Refis dará opções de parcelamento do ICMS e do IPVA

 

Na manhã desta terça-feira (19), o secretário de Estado da Fazenda, Marco Antônio Queiroz, juntamente com a equipe técnica da pasta, apresentou detalhes sobre o Programa de Regularização de Dívidas (Refis), aberto pelo Governo do Estado. Pelo Refis, a administração estadual oferece condições diferenciadas para as empresas e consumidores que tiverem interesse em quitar os débitos com o Tesouro. 

Consumidores inadimplentes com o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) ou com o Imposto Sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) poderão através do Programa, quitar as dívidas com melhores condições. “Para aqueles que quiseram negociar os débitos à vista, haverá um desconto de 95% em multas e 80% em juros e esta negociação deve ser feita até o dia 20 de dezembro. Porém, o programa se estende até o dia 27 de dezembro para quem quiser fazer essa negociação parcelada, também com ótimas condições”, esclareceu o secretário da Fazenda, Marco Antônio Queiroz.

Além dos descontos em juros e multa, o Refis oferece ainda opção de parcelamento em até 120 meses. Vale ressaltar que o Programa é válido para débitos adquiridos até dezembro de 2018. Segundo o secretário Marco Antônio Queiroz, a medida visa aquecer a economia. “O último Refis foi realizado em 2017, mas durante todo este ano a Secretaria da Fazenda tem proposto oportunidades de rever a situação dos empresários. Abrimos parcelamentos e assim, desde abril, já atendemos mais de três mil contribuintes, colocando em dia mais de 100 milhões de reais em débitos com o estado.  Além disso, esse Refis tem tem um diferencial que é a inclusão do IPVA”, completa. 

O objetivo do Governo do Estado é arrecadar mais de 50 milhões com o Programa. “Em 2017, no último Refis, tivemos uma arrecadação de 27 milhões de reais, neste estamos buscando o dobro. Com a participação da Procuradoria Geral do Estado (PGE), os contribuintes que estão em execução fiscal também devem aderir ao Programa e este número pode aumentar bastante”, ressalta.

O procurador Augusto Melo, avalia que esta é uma política pública que os estados elaboram para permitir que os contribuintes que não conseguiram pagar suas dívidas antes, possam regularizá-las perante o estado. “A PGE e a Sefaz são os órgãos responsáveis em realizar essa cobrança, tanto na fase administrativa, quanto na fase judicial”, enfatiza Augusto.

Qualquer contribuinte pode fazer sua simulação ou renegociação diretamente no site da Sefaz (www.sefaz.se.gov.br). Quem preferir pode se diriir a um dos Centro de Atendimento ao Contribuinte da Sefaz, localizados na Capital (sede da Secretaria e no Ceac do Shopping RioMar) ou no interior.

  • Medium 67f1bdcc2ab19cb1373de7d65e2a4784
  • Medium 0a738a6472d4c12c18a3cd70eb3b5b27
  • Medium 82990c0afc67537781485758599b92a4
  • Medium 60723a9a4a345909e2cdff8618ca98b0
  • Medium 5e242bd8a16e838c4af49ea02ab86f78
  • Medium 2c8d9898aa4d6077d4349f7328dfa221
  • Medium d62004fdb9ca8f18dc9a592ef9ef6187
  • Medium 9a83fd2c8945be854a313adb2aad36d5
  • Medium 5e2bc009e2d64e210c51b7164dd91357
  • Medium 6996ad4392540168f8c11975d9fc5c57
  • Medium d6db52798816cf5843bfc54ba890d1cb
  • Medium 250c75f6ba38e4b1b185a5ebc2a7167d
  • Medium 253d20772c9200942d46f9a75eb9940b
Medium 67f1bdcc2ab19cb1373de7d65e2a4784Medium 0a738a6472d4c12c18a3cd70eb3b5b27Medium 82990c0afc67537781485758599b92a4Medium 60723a9a4a345909e2cdff8618ca98b0Medium 5e242bd8a16e838c4af49ea02ab86f78Medium 2c8d9898aa4d6077d4349f7328dfa221Medium d62004fdb9ca8f18dc9a592ef9ef6187Medium 9a83fd2c8945be854a313adb2aad36d5Medium 5e2bc009e2d64e210c51b7164dd91357Medium 6996ad4392540168f8c11975d9fc5c57Medium d6db52798816cf5843bfc54ba890d1cbMedium 250c75f6ba38e4b1b185a5ebc2a7167dMedium 253d20772c9200942d46f9a75eb9940b